Qual a política da Oriflame no que respeita a testes em animais?

Desde a sua fundação em 1967, a Oriflame tem sido pioneira no desenvolvimento de produtos de beleza, inspirados pela sabedoria da Natureza e pelo melhor da ciência. O nosso compromisso para com o ambiente, bem como o nosso respeito pelos materiais e fontes naturais é uma parte muito importante da nossa herança e um pilar da cultura Oriflame. No cerne desta questão está o compromisso da Oriflame para com o bem-estar dos animais.

– A Oriflame está empenhada em fornecer produtos seguros, eficazes e inovadores, que cumpram os mais rigorosos critérios regulatórios internacionais.

– Para substanciar a segurança dos nossos produtos e de forma a assegurar o seu cumprimento com as mais elevadas normas de segurança, os testes de segurança dos produtos Oriflame são realizados em voluntários humanos por laboratórios especializados independentes, sob a supervisão de pessoal médico qualificado. Os testes de segurança são realizados apenas voluntários saudáveis (com um mínimo de 18 anos de idade), após uma análise detalhada da fórmula do produto pela nossa equipa de especialistas. Os testes clínicos para produtos cosméticos são hoje uma prática corrente na indústria, e aceite como uma alternativa segura e ética aos testes em animais.

– A Oriflame esteve entre os primeiros da indústria a rejeitar os testes em animais. Tomámos esta opção quando a Oriflame foi fundada em 1967, e continuamos a apoiar firmemente este princípio.

– A Oriflame não conduz ou solicita testes em animais para substanciar a segurança ou eficácia de quaisquer dos seus produtos ou ingredientes em nenhuma das fases do processo de desenvolvimento dos produtos.

– Contudo, a Oriflame deve cumprir as leis de cada país onde está presente, e alguns países requerem dados obtidos através de testes em animais, de forma a registarem os produtos nesse mercado. Neste caso, nós fornecemos informações completas sobre o registo dos produtos, incluindo uma avaliação totalmente segura, feita de acordo com os requisitos da Diretiva Europeia de Cosméticos. Estas informações devem ser suficientes para que não sejam necessários testes em animais e esforçamo-nos sempre por persuadir as autoridades relevantes a aceitarem as informações fornecidas. Quando tal não é possível, temos que, relutantemente, submeter os produtos a testes adicionais, o que pode incluir testes em animais.

– A Oriflame sempre foi defensora de métodos de teste alternativos e utiliza os mais recentes métodos de teste in-vitro (não animal) para os testes que pudessem causar lesão ou sofrimento aos voluntários (ex. irritação dos olhos).

Estamos, através da nossa representação na Associação Europeia de Cosméticos (European Cosmetic Trade Association), na Cosméticos Europa (Cosmetics Europe), a apoiar ativamente a alteração das leis locais, de forma a alinhá-las com os regulamentos Europeus. Apenas mantendo uma posição ativa e empenhada nestes países poderemos contribuir para uma alteração na política de testes em animais.

× Como posso ajudar?